Brasileiros lutam para salvar gatos de pet shop imundo em Hamamatsu

Pet shop mantém animais em condições precárias há 50 anos | Foto: Ana Paula Ramos

O Pet Shop Kageyama em Hamamatsu, na província de Shizuoka, mantém gatos, cães e pássaros em condições precárias há 50 anos.

Os animais são mantidos em gaiolas imundas, sem espaço, com pouco ou nada de ração. Os pets são procriados ali mesmo e vendidos para outras lojas, mas muitos perdem o valor comercial e acabam abandonados nas gaiolas até a morte.

Nesta sexta-feira (7), a NPO brasileira TNR Felinos Japan, com sede na cidade vizinha de Iwata, visitou o local para tentar resgatar mais um animal, mas acabou levando dois gatos.

A reportagem da página Japão sem Tarjas acompanhou o resgate e viu de perto a precariedade do local.

“É muito triste. Todos os gatos ficam se esfregando nas gaiolas, querendo sair dali. Temos que escolher os que estão em pior estado de saúde, pois infelizmente não podemos levar todos”, lamenta Elen Tanaka, que representa a instituição com o marido Cássio Silva.

Elen e Cássio entraram no local por volta das 16h30 e se depararam com um corredor sujo e abafado de gaiolas precárias, um forte odor dos animais, gatos adultos e filhotes miando em coro.

Foto: Ana Paula Ramos

Prontamente, os dois se dividiram em uma cuidadosa inspeção. “Este gato está sofrendo aqui desde o ano passado”, Elen disse, apontando para a gaiola mais próxima da saída.

“Esse ele não deixa a gente pegar. Olha esses dois aqui no canto”, Cássio respondeu, no fundo do corredor. Embora só tenham conseguido duas doações em dinheiro para a castração e um lar temporário, acabaram resgatando dois.

O proprietário do local, um senhor japonês de idade avançada (que não se identificou)apareceu minutos depois para confirmar que deixaria a instituição levar dois gatos. Ele chegou sorridente, abriu uma gaiola, pegou o gato escolhido e colocou de qualquer jeito na caixa transportadora da NPO.

Questionado sobre o tempo de atuação, ele afirmou sem rodeios: “Mantenho essa loja há 50 anos”. Parecia orgulhoso de seu negócio. Até agora, nunca teve problemas com a polícia ou as autoridades, embora exista uma lei contra maus tratos de animais no Japão.

LUTA SEM FIM

Sem conseguir chamar atenção da mídia japonesa, das autoridades ou mesmo da polícia, Elen e Cássio estão há um ano entre idas e vindas, resgatando gatos das gaiolas sempre que podem.

“Ano passado resgatamos 40 gatos com a ajuda de um Neko Café (cafeteria que exibe gatos para adoção) na cidade de Nishio (Aichi). Este ano só conseguimos levar três, contando os dois de hoje. Infelizmente não temos espaço e nem condições financeiras”, lamenta Elen.

A luta para salvar esses animais é ingrata e a situação, desanimadora.

“É como enxugar gelo. Nós esvaziamos as gaiolas e quando vamos ver, estão cheias de novo. Ele continua forçando os gatos a procriar. Não tem consciência, pensa que os animais não passam de um produto”, completa Cássio.

Resgate desta sexta-feira (7j. | Foto: Ana Paula Ramos

CRISE

Com a pandemia do coronavírus, a instituição sofreu com a queda das doações, mantidas na maioria por brasileiros da comunidade.

O casal enfrenta dividas altas com raçãoe dificuldades para manter o trabalho voluntário. O resgate de animais além do pet shop foi suspenso e as castrações devem ser retomadas no próximo mês.

“Tínhamos cinco madrinhas e agora são três. Algumas pessoas mandam coisas que precisamos pela Amazon, mas quase não temos ajuda financeira. Uma NPO precisa de doações para continuar funcionando”, alerta Elen, que teme que a instituição não sobreviva nessa situação por muito mais tempo.

O casal brasileiro cuida de 60 gatos no abrigo em Iwata e tem um gasto médio de ¥80 mil por mês apenas com ração. Por causa da pandemia, acabou sem conseguir realizar eventos para angariar fundos e conseguir adoções.

Eles também vendiam aromatizantes, mas tiveram que parar por causa da escassez do álcool que precisavam para fabricar, outra consequência da pandemia. “Temos uma rifa encalhada e a esperança é de conseguir retomar as atividades”, diz Elen.

Elen Tanaka, da NPO TNR Felinos Japan, durante o resgate de animais no Pet Shop Kageyama

ESPERANÇA

Derrubar ou forçar melhorias em um pet shop que atua há 50 anos apesar das condições precárias parece uma missãoimpossível, mas Cassio e Elen apostam em uma petição para pressionar as autoridades.

Criada no ano passado, o casal aguarda a obtenção de cinco mil assinaturas para agir e já está muito perto do objetivo.

“Essa é a nossa esperança. Vamos mandar para o Centro de Proteção Animal e outras duas instituições governamentais em Shizuoka. Como temos colaborado com o Centro, acredito que darão mais atenção a essa causa”, relata Elen.

Enquanto não atingem o objetivo, a NPO tenta arrecadar fundos para os resgatese conta com a ajuda de larestemporários.

“Quando resgatamos, os gatos geralmente estão gripados e desnutridos. Ficam dois dias comendo ração sem parar e muitos têm dificuldade de caminhar, as patas atrofiadas porque não há espaço nas gaiolas. Dói o coração de ver”, explica Cássio.

Gato preso na gaiola insalubre do pet shop. | Foto: Ana Paula Ramos

VOCÊ PODE AJUDAR

É possível ajudar a NPO Felinos Japan através de doações ou lar temporário para os gatos resgatados.

Gatos deixados em caixas tão apertadas que não podem ficar sobre as patas. | Foto: Ana Paula Ramos

É possível ajudar na luta contra o pet shop assinando a petição aqui.

Siga a página da NPO Felinos Japan para acompanhar os resgates e siga a página Japão sem Tarjas para acompanhar novas publicações.

A Felinos Japan também está no Youtube, siga o canal aqui. E confira o site oficial.

(Matéria publicada 7 de agosto de 2020)

Autor: Ana Paula Ramos

Jornalista e escritora, Ana Paula tem sete anos de experiência no Japão, atuando como repórter na comunidade brasileira e como freelancer. Ela é a fundadora do Japão sem Tarjas e criadora do grupo "Por que você também não faz?", que realiza mutirões de limpeza em praias no Japão. Em outubro de 2020, publicou o seu primeiro livro, "O Oitavo Andar", um suspense que se passa na cidade de Gramado e está disponível na Amazon.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s