Em ação voluntária, brasileiros retiram 26 sacos de lixo de praia no Japão

Grupo se reuniu após a repercussão da campanha “Por que você também não faz?”, que foi uma iniciativa da jornalista Ana Paula Ramos através da página Japão sem Tarjas

Grupo se uniu na campanha “Por que você não faz?” para limpar praia em Hamamatsu | Foto: Ana Paula Ramos

Neste sábado (8), 11 brasileiros se reuniram de forma voluntária na Praia de Maisaka em Hamamatsu (província de Shizuoka) para recolher o lixoabandonado na areia e conscientizarquem estava passeando.

O mutirão ganhou ainda mais força com a adesão de outros brasileiros e um jovem japonês, que caminhavam pela praia e quiseram se juntar para a tarefa.

Depois de mais de uma hora de trabalho, o grupo reuniu 26 sacolas de lixo, três boias, pedaços grandes de isopor, cestas, cordas e borrachas.

Foram encontradas latas, garrafas de vidro, lixo plástico de todo o tipo, lâmpadas, roupas, sapatos, lixo de embarcações e muitos objetos carregados pelo mar.

O lixo foi levado nos carros dos participantes até o centro comunitárioMaisaka Kyodo Center, para ser coletado pelo serviço de limpeza do bairro, após autorização do Centro e da Prefeitura de Hamamatsu.

Por que você também não faz?

Plaquinha nas costas aderida para a conscientização | Foto: Ana Paula Ramos

A campanha “Por que você também não faz?” começou no mês de julho de forma solitária e repercutiu após a publicação de uma matéria aqui na página do Medium: veja aqui.

A ação se transformou no grupo “Por que você não faz – Japão” que em menos de uma semana, reuniu cerca de 150 participantes. Entre brasileiros de Shizuoka, Gifu, Aichi, Gunma e outras províncias.

A campanha tem motivado ações individuais de recolhimento de lixo em praias, rios e parques. Através da mobilização do grupo, a mensagem de que cada pessoa pode ajudar fazendo a diferença tem sido disseminada dentro e fora das redes sociais.

EXPERIÊNCIA POSITIVA

Os amigos Carlos Tanaka e Thais Ohtsuka participaram da ação | Foto: arquivo pessoal

O brasileiro Carlos Tanaka, que é instrutor de mergulho, se motivou a participar da campanha após a publicação da matéria e veio da cidade vizinha de Kosai para a Praia de Maisaka neste sábado.

Junto com a amiga Thais Ohtsuka, também motivada pela matéria e o grupo no Facebook, eles ajudaram a recolher sacos de lixo comum, cestas de plástico e lixos maiores que estavam abandonados na areia.

“”A oportunidade de participar desse dia junto com o grupo foi fantástica. Procuro sempre me manter conectado ao mar de alguma forma e uma delas é mantendo o nosso jardim oceânico limpo. Colaborar com esse tipo de ação me alegra e me deixa emocionado, pois depende de nós mudar cenários tristes como este”, relatou Carlos.

O brasileiro também ficou motivado a participar novamente, em ações que podem se tornar mais frequentes.

“Acredito que devemos realizar mais vezes, nem que seja uma vez ao mês, principalmente da primavera até o começo de outono, assim criamos mais consciência e também damos o exemplo para outras localidades”.

O brasileiro Issao Nakashima, que é um dos coordenadores do grupo Ação Solidária em Hamamatsu, também marcou presença no primeiro mutirão de limpeza realizado pela campanha.

“Eu sempre procuro ajudar em várias ações de forma voluntária e fico muito grato por poder participar. É uma forma de chamar os amigos e exercitar o sentimento de empatia“, revelou.

Para Issao, está uma oportunidade para a comunidade brasileira se unir, se fortalecer e fazer um bem para a natureza.

Quero chamar todo mundo da nossa comunidade, para que a gente possa estar exercitando isso em todas as áreas. Mesmo que não possa ter aglomerações por causa do coronavírus, você pode agir com a sua família em uma praia ou em um rio”, diz.

MUTIRÕES E AÇÕES INDIVIDUAIS

Lixo recolhido durante o mutirão | Foto: Ana Paula Ramos

Este foi o primeiro mutirão organizado pelo grupo, mas outros devem ser realizados nas próximas semanas.

Todo mundo é bem vindo e convidado a participar desta ação positiva.

Basta entrar no grupo “Por que você não faz – Japão” para descobrir mais informações, interagir com os participantes e encontrar inspirações também para ações individuais.

Para quem mora longe, a campanha tem por objetivo gerar uma ação positiva em qualquer lugar.

Ações individuais estão sendo motivadas, para que seja possível espalhar a campanha em outras regiões do Japão e colaborar na limpeza de praias e locais de natureza em várias províncias.

Além da página Japão sem Tarjas, essa campanha também tem o apoio do Caipira no Japão. Não deixe de acompanhar e se unir ao grupo!

(Matéria publicada 8 de agosto de 2020)

Autor: Ana Paula Ramos

Jornalista e escritora, Ana Paula tem sete anos de experiência no Japão, atuando como repórter na comunidade brasileira e como freelancer. Ela é a fundadora do Japão sem Tarjas e criadora do grupo "Por que você também não faz?", que realiza mutirões de limpeza em praias no Japão. Em outubro de 2020, publicou o seu primeiro livro, "O Oitavo Andar", um suspense que se passa na cidade de Gramado e está disponível na Amazon.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s